Obrigado pelo interesse em nossos livros. Devido à pandemia de coronavírus (COVID-19), só temos no momento e-books disponíveis para download, pois tivemos de suspender o envio dos livros pelos correios. Se você baixar os e-books, mas ainda assim desejar receber livros impressos quando pudermos enviar novamente por correio, ou se desejar aguardar o pedido até que os livros impressos estejam disponíveis, verifique nosso site dentro de alguns meses.

A Vida de Jesus na Bíblia

Aprenda o que a Bíblia diz sobre a vida de Jesus.

Junte-se a nós para examinar a vida de Jesus e o que a Bíblia diz sobre a vida Dele. Aprenda como a vida Dele é importante na sua vida hoje.

Todos nós já ouvimos falar de Deus, e muitos já ouviram falar de Jesus. Mas, quem é Jesus? Ele é apenas um homem, um grande profeta, que fez muitas boas ações e mudou o mundo, através de Seus bons ensinamentos? Ou Ele é algo mais? Ele é como muitos dizem, o "Filho de Deus"?

“Ninguém pode ler os Evangelhos sem sentir a presença real de Jesus. Sua personalidade pulsa em cada palavra. Nenhum mito tem tanta vida assim." - Albert Einstein

O que a Bíblia diz sobre Jesus

Neste artigo, veremos o que a Bíblia diz sobre Jesus. Junte-se a nós, nessa jornada, para descobrir o desejo de Deus de Se tornar um conosco, por meio de entrar na humanidade como o homem Jesus e, então, saiba como Jesus morreu na cruz, como o Cordeiro de Deus, para perdoar nossos pecados, para nos salvar, e como Jesus, agora, pode viver em nós como o Espírito que dá vida.

Aprenda o que a Bíblia diz sobre a vida de Jesus.

Nascimento e Juventude de Jesus

Mais de 2.000 anos atrás, o Deus eterno entrou em Sua criação, gerando a Si mesmo através de Seu Espírito, no ventre de uma virgem humana chamada Maria, em Nazaré. Maria era casada com um homem piedoso chamado José e deu à luz um bebê humano, genuíno, chamado Jesus, na cidade de Belém da Judéia. Eles foram visitados por magos gentios, ou sábios, que trouxeram presentes de ouro, incenso e mirra, para honrar Jesus. De Belém, Jesus e sua família foram para o Egito e, depois, voltaram para Israel, estabelecendo-Se em uma cidade chamada Nazaré.

Jesus cresceu e, aos 12 anos de idade, acompanhou Seus pais a visitar o templo em Jerusalém, para a festa anual da Páscoa. Ele permaneceu no templo, enquanto Seus pais pensavam que Ele estava viajando com outras pessoas do grupo. Depois de três dias, Maria e José encontraram Jesus no templo, ensinando e questionando as pessoas ao seu redor. Maria repreendeu Jesus, dizendo que eles estavam preocupados, enquanto Jesus lhe disse que Ele estava cuidando das coisas de Seu Pai. Jesus voltou com seus pais para Nazaré, e avançou e cresceu em sabedoria e estatura.

O ministério de Jesus

Jesus viveu, na Terra, uma vida genuinamente humana, porém divina e sem pecado. O primo de Jesus, João, proclamou um batismo de arrependimento pelo perdão dos pecados. Muitas pessoas foram batizadas. Quando Jesus foi batizado, “... o Espírito Santo desceu sobre Ele em forma corpórea como pomba; e ouviu-se uma voz do céu: Tu és o Meu Filho, o Amado; em Ti Me comprazo.” (Lucas 3:22).

Jesus começou a ministrar quando tinha cerca de 30 anos. Em Seu ministério na Galiléia, Ele proclamou o jubileu da graça e ensinou, expulsou demônios, curou e pregou. Ele curou um leproso, um paralítico, um moribundo e uma mulher com um fluxo de sangue, e ressuscitou, dentre os mortos, o único filho de uma viúva chorosa, entre outros. Jesus nomeou 12 apóstolos para segui-Lo, a fim de aprenderem com Ele e de levarem Sua mensagem para o mundo inteiro, após Sua ressurreição. Ele ensinou todos os Seus discípulos a terem a mais alta moralidade. Ele ensinou com parábolas, identificou que Seus verdadeiros parentes eram aqueles que “ouvem a palavra de Deus e a praticam” (Lucas 8:21), reprimiu uma tempestade, expulsou uma legião de demônios, enviou Seus apóstolos para propagarem Seu ministério, alimentou uma multidão de 5000 pessoas, com cinco pães e dois peixes, e revelou Sua morte e ressurreição.

No ministério de Jesus, desde a Galiléia até Jerusalém, Ele instruiu as pessoas a segui-Lo, designou 70 discípulos, para espalharem Seu ministério, e retratou a Si mesmo como o bom samaritano, com a mais elevada moralidade. Jesus ensinou acerca da oração, vigilância, fidelidade, arrependimento e como segui-Lo. Jesus também desvendou o amor salvador do Deus Triúno - o Pai, o Filho e o Espírito - em relação aos pecadores, usando parábolas de um pastor que busca uma ovelha perdida, uma mulher que procura uma moeda perdida e um pai que recebe um filho rebelde. Jesus, também, revelou Sua morte e ressurreição novamente.

Jesus expulsou aqueles que estavam contaminando o templo vendendo nele, e fazendo dele um “covil de salteadores”. Jesus ensinava no templo, e passou em todos os testes dos principais sacerdotes, escribas, anciãos e seitas , incluindo os fariseus (a seita religiosa mais estrita dos judeus), herodianos (aqueles que estavam do lado do governo do rei Herodes, para trazer elementos gregos e romanos para a cultura judaica) e os saduceus (a antiga seita modernista do judaísmo). Jesus preparou Seus discípulos para Sua morte.

A morte de Jesus

Jesus foi traído por um de Seus discípulos, Judas, que vendeu a localização de Jesus por 20 moedas de prata. Jesus foi preso pelos principais sacerdotes e oficiais do templo e levado à casa do sumo sacerdote. Jesus foi vendado, escarnecido e espancado. Depois, Ele foi levado à presença da mais alta corte judaica da época, o Sinédrio, que O julgou, porque Ele reconheceu ser o Filho de Deus. O Sinédrio, então, O levou perante os governantes romanos, Pilatos e Herodes, que não encontraram nenhuma culpa Nele. No entanto, porque a multidão clamava que Ele fosse crucificado, então, Pilatos entregou Jesus ao desejo deles.

No caminho para o lugar da crucificação, obrigaram um homem chamado Simão a carregar a cruz atrás de Jesus. Quando chegaram ao lugar chamado Caveira, Jesus foi crucificado na cruz, entre dois criminosos, por volta das 9 horas da manhã. Durante três horas, sofreu a perseguição de homens. Mas, do meio-dia até as 15 horas da tarde, a Terra ficou escura, porque Deus colocou os pecados da humanidade sobre Jesus e O julgou, em nosso lugar. Jesus morreu como o Cordeiro de Deus, para derramar Seu sangue, a fim de perdoar os nossos pecados. Um homem bom, justo e rico, chamado José, pediu a Pilatos o corpo de Jesus. Embrulhou o corpo em linho fino, e o colocou em uma tumba nova, que foi selada com uma pedra. Guardas romanos faziam segurança na frente do túmulo.

“Jesus é um Deus a quem podemos nos aproximar sem orgulho e diante de quem podemos nos humilhar sem desespero.” - Blaise Pascal

A ressurreição e ascensão de Jesus

Três dias depois, algumas das mulheres, que haviam ministrado a Jesus na Galiléia, visitaram o túmulo. Elas encontraram a pedra removida, com dois homens com vestes resplandecentes ao lado. Os homens, que eram anjos, disseram-lhes: “Por que buscais entre os mortos Aquele que vive? Ele não está aqui, mas ressuscitou. Lembrai-vos de como vos falou, estando ainda na Galiléia, dizendo que o Filho do Homem devia ser entregue nas mãos de homens pecadores, e ser crucificado, e ressuscitar ao terceiro dia” (Lucas 24:5-7). As mulheres contaram aos apóstolos. A princípio, eles não acreditaram nelas. Um dos apóstolos, Pedro, levantou-se e correu para o túmulo, e viu panos de linho dobrados sozinhos, e ficou maravilhado com o que havia acontecido.

Então, Jesus encontrou dois discípulos, seguindo no caminho para Emaús, cerca de 11 quilômetros de Jerusalém. Ele conversou com eles, mas eles não O reconheceram, até que Ele partisse o pão com eles, e, então, Ele desapareceu. Os dois discípulos foram imediatamente a Jerusalém, para contar aos 11 apóstolos e aos que estavam com eles, quando Ele apareceu no meio deles. Eles ficaram com medo de que Ele fosse um fantasma, Jesus lhes disse: “Vede as Minhas mãos e Meus pés, que Sou Eu mesmo; Apalpai-me e vede, porque um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que Eu tenho” (Lucas 24:39). Ele também comeu um pedaço de peixe assado, que foi dado a Ele. Durante os 40 dias seguintes, Jesus esteve sempre presente com eles, mas, algumas vezes, Ele era visível aos olhos deles e, outras vezes, invisível. Então, Ele comissionou os apóstolos e os que estavam com eles. “E os levou para fora, até Betânia, e erguendo as mãos, os abençoou. Aconteceu que, enquanto os abençoava, afastou-se deles, e era elevado ao céu” (Lucas 24: 50-51).

Jesus é o espírito que dá vida

Em Sua ressurreição, Jesus se tornou o Espírito que nos dá vida, ao entrar em nosso espírito humano, a parte mais profunda do nosso ser. Já que Cristo agora é o Espírito, podemos receber a vida de Deus em nosso espírito. Isto é o que a Palavra de Deus chama de nascer de novo. Para receber esta vida, precisamos voltar-nos para Deus e crer no Senhor Jesus Cristo. Você pode fazer isso agora mesmo, fazendo esta simples oração:

“Senhor Jesus, creio em tudo o que a Bíblia diz sobre Ti! Eu creio que Tu és o Filho de Deus encarnado para viver comigo. Senhor Jesus, purifica-me dos meus pecados, salva-me e entra em mim como o Espírito! Senhor Jesus, eu te amo!”

 

Todos os versículos citados foram extraídos do "Novo Testamento Versão restauração" Copyright © 2018 do Living Stream Ministry.


Partilhe com outros